NOTA À IMPRENSA

A audiência de julgamento do processo Football Leaks, que tem como arguido Rui Pinto, foi hoje adiada por 14 dias devido ao facto de um dos magistrados judiciais que compõem o Coletivo de Juízes ter tido contacto direto com uma pessoa que testou positivo à Covid-19, o que obrigou ao isolamento profilático do magistrado judicial.

Os outros dois juízes do Coletivo, que não tiveram contacto direto com pessoa infetada com a Covid-19, vão manter-se em funções e a realizar os julgamentos que dirigem e demais diligências em que intervêm, sem prejuízo de outras indicações que possam vir a ser dadas pela DGS, caso se justifiquem.

Lisboa, 25 de novembro de 2020

Conselho Superior da Magistratura