A cidade de Vigo, na Galiza, acolheu o primeiro Encontro Judicial Hispano-Luso, nos dias 15, 16 e 17 de junho, fruto de uma parceria entre os Tribunais da Relação do Porto e de Guimarães e o Tribunal Superior de Xustiza de Galicia. O Conselho Superior da Magistratura marcou presença, em dois dos painéis, através do vogal Juiz Desembargador Filipe Caroço e da técnica do Gabinete de Comunicação, Laura Perdigão.

Ao longo destes três dias, cerca de 70 juízes portugueses e espanhóis partilharam as experiências dos dois países na área da justiça e debateram temas relevantes para o exercício da profissão.

Os diversos oradores analisaram os diferentes órgãos do poder judicial, o seu impacto na perceção da independência judicial e na imagem de imparcialidade, imprescindível para a magistratura judicial.

A relação entre a comunicação na e da justiça e a imagem de transparência esteve também em destaque. A discussão sobre o estatuto do juiz marcou o final dos debates.

Todos os intervenientes destacaram a importância da troca de experiências entre os dois países que partilham fronteiras e história, havendo vontade de que estes encontros aconteçam anualmente.

Na sessão de encerramento, os presidentes do Tribunal da Relação do Porto, Juiz Desembargador Igreja Matos, e de Guimarães, Juiz Desembargador António Sobrinho, avançaram que o próximo encontro será em Portugal, tendo ficado já agendado para junho de 2024.

Lisboa, 20 de junho de 2023